Palácio Beau Séjour

No nº 368 da Estrada de Benfica fica o Palácio Beau Séjour com o seu exótico jardim romântico, onde atualmente se encontra instalado o Gabinete de Estudos Olisiponenses.

Palácio Beau Séjour; Gabinete de Estudos Olisiponenses; Palácios de Lisboa;

Quando se atravessa  o portão em ferro forjado, se não fossem os autocarros, apenas se ouviriam os passarinhos. Estamos num ambiente bucólico e neste exótico jardim romântico há muito a descobrir: o banco-chapéu; a ilha no lago, com pontes levadiças, onde os patos nadam e vêm ao nosso encontro; as campânulas, que apesar de não serem as originais, recordam o outrora nome de Quinta das Campainhas; a fonte; o repuxo e o pavilhão com a cúpula neo-árabe.

Jardim do Palácio Beau Séjour; Jardim Romântico; Quinta das Campainhas; Gabinete de Estudos Olisiponenses

Foi em meados do século XIX que se iniciou a construção da casa de veraneio da Viscondessa da Regaleira, mais tarde adquirida pelo Barão da Glória. Após a sua morte, os herdeiros investiram na decoração do interior, chamando alguns dos melhores artistas nacionais e do Grupo do Leão: o entalhador Leandro Braga; os pintores Francisco VilaçaColumbano e Maria Augusta Bordalo Pinheiro e o ceramista Rafael Bordalo Pinheiro. Da fachada deste palacete romântico oitocentista destaca-se o revestimento a azulejos e os dois torreões, cada um com a sua bow-window. Entrando no palácio, à nossa esquerda, ficam 3 salas onde se começa a vislumbrar os tesouros aqui presentes: a Galeria de Pintura; o Salão Dourado e a Sala de Música. A primeira, decorada ao estilo neo-clássico, apresenta pinturas de musas das artes e no teto uma claraboia com a inovação de um candeeiro a gás.

Galeria de Pintura; Palácio Beau Séjour; estilo neo-clássico; candeeiro a gás; Gabinete de Estudos Olisiponenses

O teto do Salão Dourado representa o Carnaval de Veneza, onde Columbano retrata a sua irmã na figura feminina da esquerda.

Salão Dourado; Carnaval de Veneza; Columbano Bordalo Pinheiro; Maria Augusta Bordalo Pinheiro; Gabinete de Estudos Olisiponenses

Na Sala de Música prevalecem os motivos associados aos instrumentos musicais e figuras mitológicas.

Sala de Música; Palácio Beau Séjour; Gabinete de Estudos Olisiponenses

No vestíbulo fica a fonte-lavatório, da autoria de Rafael Bordalo Pinheiro, bem ao estilo naturalista.

Fonte-lavatório; Rafael Bordalo Pinheiro; estilo naturalista; Palácio Beau Séjour; Gabinete de Estudos Olisiponenses

Na Sala de Jantar participaram os três irmãos Bordalo: sanca de frutos pintada por Columbano; candeeiro e azulejos de Rafael e painéis no teto de Maria Augusta.

As restantes salas do palácio estão ocupadas com os serviços do Gabinete de Estudos Olisiponenses: a sala de cartografia, no antigo Jardim de Inverno; os gabinetes com os seus magníficos tetos no primeiro andar e o depósito que funciona na cave, onde está também o cofre forte, já do tempo do  Barão da Glória. Aqui está reunido um considerável acerco arquivístico, bibliográfico e cartográfico sobre a história de Lisboa.

Para visita guiada ao Palácio Beau Séjour basta ligar para o 217 701 100. As visitas são gratuitas.

About these ads

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s